Categorias
Espiritualidade

Eu me lembro dos que se foram, eu me lembro de você.

Para aqueles que ficaram e para aqueles que já partiram não há dia e nem hora quando a saudade se apresenta, e nem sempre os olhos revelam o que nossa alma sente nesse momento.

Nessa hora não importa a forma em que a pessoa expressa a sua religiosidade, a dor da saudade existe e invade sem piedade a nossa alma, e isso está muito além de explicações, terapias, teorias e promessas.

Nesse momento só queremos ouvir o silêncio dos lábios e deixar as lágrimas consumir o tempo do tempo que se foi aguardando de alguma forma o reencontro.

“Somos passageiros cegos de um trem imprevisível, onde sabemos que possuímos um bilhete mas nunca sabemos onde é a estação.”
 
Ricardo Dih Ribeiro

Academia do Autoconhecimento

Por Ricardo Dih Ribeiro

Estude a si mesmo, liberte-se de padrões limitantes, expanda a sua consciência. Mergulhe numa nova forma de pensar, compreender e sentir a si mesmo e tudo ao seu redor.

"Quando descobrires os segredos que estão nas profundezas do teu ser, conhecerás o seu destino e quando despertares os teus potenciais iniciará sua jornada"

"Que o Sagrado que habita em ti Revele-se, manifestando-se em Ti e em todo o Universo."

2 respostas em “Eu me lembro dos que se foram, eu me lembro de você.”

Não importa a idade cronológica, esse trem vai parrar e a sua passagem é vencida! Nos resta VIVER O AGORA ……Única maneira de viver feliz! Vamos ser felizes AGORA, O AMANHÃ À DEUS PERTENCE……….. O passado já se foi…..Guardemos dele só as boas lembranças….

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s